Número total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de maio de 2012

OS HOSPITAIS MEDIEVAIS DE LISBOA - Hospital dos Meninos


Este hospital, que tinha igreja própria era destinado a abrigar meninos órfãos e engeitados, situava-se na Mouraria, fora das muralhas da cidade, na proximidade da Capela de Nossa Senhora da Saúde na Rua Direita da porta de São Vicente, actual Rua do arco do marquês do Alegrete nºs 20, 22, 24, 30 e 46 a 50[1]. Foi esta instituição, fundada por D. Brites ou Beatriz de Gusmão, mulher de D. Afonso III, antes de 1258, sendo o seu provedor directamente escolhido pelo rei. Anos mais tarde, a Rainha Santa Isabel e seu marido D. Dinis, filho de D. Afonso III, deram-lhe bens. Tendo sido depois incorporado no Hospital de Todos-os-Santos, parece ter ainda ficado com autonomia, uma vez que foi posteriormente ampliado e restaurado, por ordem de D. Catarina, mulher de D. João III.[2]


[1] Augusto da Silva Carvalho, Crónica do Hospital de Todos-os-Santos, Edição do V Centenário da Fundação do Hospital Real de Todos-os-Santos, 1992, p. 284
[2] Fernando da Silva Correia, Os Velhos Hospitais da Lisboa Antiga, Revista Municipal nº 10, Câmara Municipal de Lisboa, 1941, p. 10-11

Sem comentários:

Enviar um comentário